Agricultores

Trabalhar em conjunto é, naturalmente, o procedimento da Malteurop perante os agricultores. Antes de mais, porque são os agricultores que estão na origem da Malteurop e fazem parte dos accionistas do grupo através das suas cooperativas. Sobretudo para poder desempenhar o seu papel de integrador na fieira cevada-malte-cerveja e assegurar a segurança do aprovisionamento de cevadas para o fabrico de cerveja, a Malteurop cria parcerias a longo prazo com os agricultores em todos os países onde o grupo se encontra presente. Estas parcerias concretizam-se em três dimensões indissociáveis: A qualidade, o volume e o preço.

Qualidade

As propriedades finais do malte são principalmente determinadas pelas qualidades intrínsecas e naturais da matéria-prima da cevada (qualidades físico-químicas e qualidade sanitária).

Como a cevada para o fabrico de cerveja é uma cultura muito técnica, a Malteurop pesquisa, testa e avalia permanentemente as melhores variedades adaptadas aos diferentes territórios e aos maltes estudados e propõe essas cevadas aos agricultores parceiros.

Este trabalho, realizado em estreita colaboração com os organismos de armazenamento, os institutos e certas firmas, permite recomendar os itinerários culturais adequados em relação ao respeito pelo ambiente, com base nos princípios da agricultura sustentável.

Volume

Com expectativas qualitativas bem definidas, a Malteurop compromete-se com quantidades adquiridas aos agricultores, dando-lhes assim uma segurança em relação ao mercado comercial da colheita.

Trabalhar em conjunto é também propor aos agricultores conselhos agronómicos que irão permitir optimizar o rendimento das colheitas de cevada para o fabrico de cerveja.

Preço

O objectivo do nosso procedimento no que diz respeito à fixação de preços é o de assegurar uma receita por hectare competitiva para tornar a cultura das cevadas rentável e atractiva de modo durável. A Malteurop renova e multiplica os tipos de contrato paralelamente à evolução do mercado dos cereais.